A Tribuna - 18 de setembro de 1970

 Guarujá sob intervenção federal


O então presidente da República, Emílio Garrastazu Médici, decretava intervenção federal em Guarujá, nomeando o Bacharel Breno de Toledo Leite para substituir o prefeito Jaime Daige. A intervenção havia sido decidida, segundo o governo, com base nos resultados a que chegara a Comissão Geral de Investigações (CGI) na apuração de denúncias contra a administração do município. O novo titular do Executivo era advogado, residente na Capital, possuindo apartamento no Guarujá, no edifício Stela Maris, e era antigo frequentador da cidade. O ex- prefeito Jaime Daige não quis dar entrevista à imprensa, enquanto que a esposa de Breno de Toledo Leite atendeu a Tribuna, limitando-se a dizer que seu marido se encontrava doente e que desconhecia qualquer notícia a respeito. Jaime Daige foi eleito por voto direto em 15 de novembro de 1968, na legenda MDB, e ocupava a Prefeitura pela segunda vez.