Maurici Mariano pede verba ao Governo para projeto da avenida perimetral ao porto, em Guarujá

Apelo do prefeito será encaminhado ao Ministro dos Transportes pelo diretor do DNIT, Washington Lima de Carvalho

O diretor do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT), Washington Lima de Carvalho, disse, segunda-feira (23) ao prefeito Maurici Mariano, que levará ao ministro dos Transportes, Anderson Adauto, o pedido para que o Governo libere verba de R$ 600 mil para a elaboração do projeto da avenida perimetral ao porto, na área do município de Guarujá.

O diretor do DNIT esteve em Guarujá, na tarde de segunda-feira (23) e, em companhia do prefeito Maurici Mariano, representantes do Governo do Estado, das Prefeituras de Santos e Guarujá e da diretoria da Companhia Docas do Estado de São Paulo – CODESP, e da Santos-Brasil, arrendatária do Terminal de Conteineres 1, visitou as áreas previstas para implantação da avenida perimetral em Guarujá.

Durante conversa com o prefeito Maurici Mariano, Washington Lima de Carvalho ouviu que a verba destinada pelo Ministério dos Transportes só daria para as obras da Perimetral de Santos, posto que em Guarujá, ainda não foi feito, sequer, o projeto definitivo. O diretor do DNIT fez muitas fotos, especialmente das áreas consideradas de “gargalo”, no sistema viário e no tráfego de trens e de caminhões na região. E disse ao prefeito, ao final da visita, que defenderia seu pedido, junto ao ministro, ainda esta semana.

No Porto  - A visita do diretor do DNIT à Baixada Santista teve início pela manhã, quando ele percorreu a área portuária de Santos e participou de reunião com diretores da Codesp, representantes do governo do Estado, das prefeituras de Santos e Guarujá, visando definir as grandes obras que o Governo Federal pretende realizar na área portuária como as perimetrais em Santos e Guarujá e um túnel sob o estuário 

Os participantes do encontro concordaram com a importância do projeto para o complexo portuário e, em consequência, para a economia do País. E para estudar o que deve ser feito, tanto em relação aos projetos de engenharia como os aportes financeiros, foi criado, por sugestão do diretor do DNIT. O Grupo de Trabalho  está integrado por dois representantes da Autoridade Portuária, José Carlos Mello Rego e Arnaldo Barreto; dois do Governo do Estado, Paulo Trombini Nascimento e Frederico Bussinger; um da Prefeitura de Santos, o vice-prefeito e secretário de Planejamento, João Paulo Tavares Papa e um de Guarujá, Maurílio Mariano.

_______________________________________________________________________________