Meio Ambiente
 Ab’Saber critica situação do Sítio Conceiçãozinha
Da Sucursal /A Tribuna 28/09/02

Carlos Ratton
 

professor-doutor
Aziz Nacib Ab'Saber
O professor-doutor Aziz Nacib Ab’Saber — um dos mais conceituados geógrafos e ambientalistas do País, com mais de 300 trabalhos, teses e projetos, que lhe proporcionaram condecorações da Presidência da República e da Unesco — esteve ontem de manhã na Escola Estadual Luiz Beneditino Ferreira, no Sítio Conceiçãozinha, em Guarujá, dando uma aula instrutiva sobre formações dos manguezais, para os alunos, do Ensino Fundamental envolvidos no Projeto Manguezal Berçário da Vida. O encontro foi organizado pela Organização Não-Governamental União dos Pescadores do Sítio Conceiçãozinha e pela direção da escola.
 

Depois da aula, que contou com a participação de técnicos ambientais da Universidade de São Paulo (USP) e de empresas da região, além de biólogos e professores, os alunos percorreram de barco o Canal de Bertioga até o laboratório do Proagua, onde os houve um rápido debate sobre tudo que observaram no percurso.
 

Antes de conversar com as crianças, Aziz Saber, em entrevista exclusiva a A Tribuna, manifestou o seu descontentamento com a falta de iniciativa dos governos — municipal,estadual e federal — para minimizar o impacto que a falta de infra-estrutura urbana, motivada pela ocupação descontrolada e sem fiscalização, causa ao meio ambiente e à saúde das pessoas.



Entrevista: Aziz Nacib Ab’Saber, ambientalista
 ‘‘Aqui é o pior sítio urbano do País’’
Da Reportagem

A Tribuna — Não é a primeira vez que o senhor visita o Sítio Conceiçãozinha, em Guarujá. Além da palestra para as crianças, o senhor veio com algum outro objetivo?

Aziz Nacib Ab’Saber — Em primeiro lugar, eu acho que estamos na época em que os cientistas precisam ser mais participativos. Aqui (Conceiçãozinha) é o pior sítio urbano do País. O bairro nasceu em cima do mangue e uma parte fica na beira de uma gamboa (pequena lagoa formada próximo do mangue), com circulação dupla, que aumenta e diminui seu volume conforme a maré.

AT — E isso é problemático?

Saber — É muito sério. A poluição das gamboas, em virtude da falta de saneamento básico e ocupações irregulares, vai para a maré, matando o mangue, que é de fundamental importância para o meio ambiente. Essa população que mora ao lado das indústrias do estuário não teve opção e o resultado é muito ruim. O Sítio é plano demais e é difícil organizar o sistema de esgoto. As águas com os dejetos passam pela beira das casas. As fezes ficam, às vezes, espalhadas pelas ruas e vielas, contaminando as pessoas, principalmente as crianças que brincam descalças. Todas as vezes que vim aqui eu voltei doente para casa, em virtude do que observei.

AT — Então não deveriam morar pessoas aqui?

Saber — O mangue não é sítio urbano. As autoridades deveriam promover melhorias aqui, cuidar das crianças e das famílias. É preciso um projeto voltado à saúde pública e à cultura. Além da poluição ambiental, também não existe mercado de trabalho no bairro e isso é uma porta aberta ao narcotráfico. Ambiente pouco sadio, falta de emprego e grande número de crianças são ingredientes complicados.

AT — Qual seria a saída então?

Saber — Um governante que tivesse vergonha nesse Estado deveria vir ao Sítio Conceiçãozinha e compará-lo com os bairros ricos. É preciso reverter essa situação. Ninguém escolhe o lugar e as condições sócio-econômica e cultural para nascer. O Governo precisa ter inteligência, equipes interdiciplinares, para atuarem no ambiente, inclusive ecológico e social. Me parece que os governantes atuais, desde Brasília até São Paulo, não têm noção de que Ciência é descoberta e observação, podendo ser potencializado por métodos, técnicas e equipamentos sociais. Enfim, por políticas públicas eficientes.

AT — É preciso, então, uma ação direta nesse bairro?

Saber — Sem dúvida alguma. Eu acho que, ao invés de ficarem falando eleitoreiramente, as autoridades deveriam vir aqui e sentir o ambiente em todos os seus espaços. É preciso uma solução integrada e múltipla, envolvendo os setores de Saúde Pública, Educação, Lazer e Mercado de Trabalho.


http://www.guaruja1.xpg.com.br